terça-feira, 2 de novembro de 2010

MULTÍMETRO - VOCÊ SABE COMO FUNCIONA?

Sei que alguns já sabem operar essa ferramenta de "olhos fechados", mas assim como eu, muitos são meros alunos ainda. Pois bem, resolvi fazer uma postagem sobre o multímetro, uma ferramenta simples e básica para os mecânicos em Aviônicos.
Clique em "MAIS INFORMAÇÕES" para ler todo o artigo, que contém vídeos e exibições.



O MULTÍMETRO - Este equipamento também é conhecido como multitester. Ele é essencial para quem trabalha com eletrônica ou informática. Sua aplicação em hardware é infinita, diagnosticando problemas em diversos tipos de circuitos eletrônicos. É assim chamado de multímetro por realizar medições de múltiplas grandezas elétricas, entre as mais comuns estão a tensão, a corrente e a resistência. Porém já existem aparelhos capazes de medir também temperatura, frequência, capacitância e ganho de transistores (HFE). Encontramos no mercado diversos modelos e marcas que diferenciam entre si em tamanho, formato, cores, posições dos botões, tipos de ponteiros, escalas e conectores das pontas de prova. Mas na hora de adquirir o mais importante é fazer a opção por analógico ou digital, tipos de grandezas que queremos medir, opções de escalas e recursos tecnológicos. O preço é proporcional à tecnologia, ficando entre R$ 20,00 e R$ 200,00.
COMO USAR UM MULTÍMETRO?: O aparelho pode variar em tipos de botões, tipos de ponteiro, escalas e localizações dos botões, mas é basicamente dividido em três partes distintas:
Mostrador de valores: No analógico é o setor em que fica o ponteiro indicador do valor medido e no digital é o display que mostra o valor em dígitos numéricos.
Chave rotativa: Botão seletor encontrado geralmente no centro do aparelho, responsável pela seleção da grandeza a ser medida e das faixas de medições.
Pontas de medições e respectivos conectores: Na parte inferior do aparelho encontram-se os conectores para as pontas de prova. Uma ponta de prova na cor vermelha e outra na cor preta. Os multímetros digitais levam vantagens por serem mais precisos, mais fáceis de serem manipulados, suas medições são mostradas diretamente em display numérico sem a necessidade de realizar qualquer calibração ou fazer multiplicações e ainda não necessita a inversão de polaridades, pois mostra valores positivos ou negativos. Usaremos um multímetro digital como exemplo para este tutorial.
Mostrador ou display: É um Visor de cristal líquido- Ao posicionar as pontas de prova sobre um determinado ponto ou componente a ser medido o display digital numérico mostra diretamente o valor medido, não dando margem a interpretações errôneas. Não necessita de calibragem, interpretações nem multiplicações.
Chave rotativa: Botão seletor fica localizado no centro do equipamento e ao ser girado selecionamos o tipo de grandeza a ser medida. Existe a indicação com símbolos ou nome que identifica facilmente onde se encontra a faixa de cada grandeza (exp.: DCA ou DCmA – para corrente contínua, DCV- para tensão contínua, ACV- tensão alternada, Ω- para resistência) Para cada faixa de grandeza existem também escalas com valores que devem ser selecionados corretamente de acordo com o valor a ser medido. Em geral os multímetros não medem a corrente alternada.
Obs. Os símbolos ou letras indicadores podem mudar de modelo para modelo, mas serão de fácil interpretação e sua função será a mesma. Conexões das pontas de prova: A ponta de prova preta é sempre conectada ao conector de cor preta e esta identificado com o nome “COM” (terra). A ponta de prova de cor vermelha pode ser plugada em três conectores de acordo valores e grandeza a ser medida.
- “20A”- Plugamos a ponta de prova vermelha no conector de cor vermelha identificado com “20A” quando vamos medir corrente elétrica superior a 200mA e até 20A, seja corrente alternada ou corrente contínua e selecionando com o botão seletor o valor de 20 amperes (20A).
- “mA”- Plugamos a ponta de prova vermelha ao conector de cor vermelha identificado com as letras “mA” quando vamos medir valores de corrente elétrica CC ou CA inferiores a 200mA e selecionamos o botão seletor para o valor de 200mA.
-“V/Ω/Hz”- Plugamos a ponta de prova vermelha ao 3º conector de cor vermelha identificado com letras “V/Ω/Hz” quando vamos medir tensões, resistências ou frequências. Devemos selecionar também o botão seletor para os devidos valores de tensão CC ou CA que vamos medir.
MEDIÇÕES
Para medir a tensão contínua posicione a chave rotativa para DCV em uma escala de valor superior mais próxima do valor medido. Coloque a ponta de prova de cor preta no terra ou em qualquer outro ponto com potencial mais baixo e a ponta de prova vermelha plugada no conector “V/Ω/Hz” do aparelho e fazendo contato no ponto de potencial mais alto. O valor será mostrado diretamente no display digital.
Para medir a tensão alternada posicione a chave rotativa para ACV, em uma escala de valor superior mais próxima da tensão a ser medida, a maioria dos multímetros digitais só têm duas escalas ACV: até 200 V e até 750 V. Meça a tensão não se importando com a polaridade das pontas. A ponta de prova vermelha deverá estar plugada no conector do aparelho “V/Ω/Hz. O valor medido será mostrado diretamente no display digital.
Para medir a corrente contínua posicione a chave rotativa para DCA em uma escala mais próxima acima da corrente a ser medida. Interrompa uma parte do circuito. Coloque a ponta de prova vermelha no ponto mais próximo do polo positivo do circuito e a preta no ponto mais próximo do terra. Obs... Em assistência técnica quase não se usa o amperímetro devido à dificuldade da colocação das pontas de prova. A ponta de prova vermelha deverá estar plugada no conector do aparelho com síbologia “20A ou mA”.
O valor medido será mostrado diretamente no display digital.
Para medir resistência posicione a chave rotativa para “Ω” (símbolo de ohms) em uma escala superior mais proxima do valor a ser medido. O componente a ser medido não pode estar ligado ao circuito e nem submetido a qualquer tensão e ainda devemos evitar tocar nos seus terminais ou ponta de prova na hora da medição, isso pode provocar uma medição errada, pois a resistência do nosso corpo influência no resultado.
Antes de iniciar a medição de corrente ou tensão devemos saber se é contínua ou alternada, para a correta seleção do botão seletor.
Antes de iniciar a medição de corrente ou tensão devemos saber também a faixa de valores em que se espera o resultado e selecionar o botão para uma faixa ligeiramente superior. Em caso de não saber ou dúvidas, selecione a faixa mais alta, e depois da primeira medição pode-se selecionar a faixa apropriada e fazer uma 2ª medição com mais precisão.
Para testar diodo posicione a chave rotativa para a posição com o símbolo do diodo e meça o componente nos dois sentidos. Num sentido o visor deve indicar um valor de resistência e no outro ficar apenas no número "1". Isso indica que o diodo esta bom. Se o valor mostrado for 000, indica que o diodo esta em curto. Se o valor mostrado for 1, indica que o diodo esta aberto.
Para testar transístores posicione a chave rotativa para posição com símbolo do diodo, procure um terminal que indique aproximadamente a mesma resistência com os outros dois. Este é a base. Se indicar resistência com a vermelha na base, o transístor é NPN. Se der resistência com a preta na base, o transístor é PNP. O terminal que dá um pouco mais de resistência com a base é o emissor.
*** Veja agora os dois vídeos abaixo:

*** Veja as demonstrações de um modelo de multitester (clique nos botões do multímetro):

Nenhum comentário: