terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Mudança nos pólos obriga aeroportos a redesenhar números de pista

Não pense nisso como um sinal do apocalipse, mas o pólo magnético norte da Terra mudou o suficiente para que o Aeroporto Internacional de Tampa (foto), na Flórida, EUA, tenha que redesenhar os números em suas pistas.
A pista principal do aeroporto ficou fechada até 13 de janeiro para mudar as designações numéricas de cada extremidade, bem como a sinalização nas vias de circulação para a pista. Duas outras pistas serão fechadas no final deste mês para uma mudança de sinalização similar.
A pista era designada 18R/36L, o que indica o seu alinhamento de 180 graus de distância do norte e 360 graus de distância do sul. Agora, os números... (clique em mais informações para continuar lendo)
... estão sendo revisados para 19R/1L (190 graus e 10 graus).
As mudanças são exigidas pela Administração Federal de Aviação americana, que quer que as denominações numéricas reflitam as posições magnéticas norte para o incremento próximo de 10 graus.
Durante décadas, o pólo norte magnético tem migrado do território ártico canadense em relação à Rússia. Essa mudança se acelerou nos últimos anos. Um gráfico canadense acompanha o movimento desde 1831 e aponta sua tendência até 2050. As estimativas atuais sugerem que o pólo está se movendo a cerca de 65 quilômetros por ano.
Os movimentos nos pólos magnéticos são causados pelo movimento de ferro fundido no núcleo da Terra, que serve como dínamo magnético do planeta. Os cientistas acreditam que os pólos magnéticos da Terra invertem-se a cada 400.000 anos, mais ou menos.
Os aeroportos geralmente mudam suas denominações de pista em poucas décadas, dependendo de como a inversão dos pólos sacodem numericamente. Por exemplo, o Aeroporto de Stansted na área de Londres renomeou sua pista de 23/05 para 22/04 em julho de 2009, para refletir a mudança magnética. Não antes de 56 anos o aeroporto terá de pensar em mudar esses números de novo.
Uma mudança catastrófica nos pólos é uma das lendas usadas nos contos apocalípticos. A NASA diz que a mudança nos pólos magnéticos, ou mesmo uma inversão dos pólos, não precisa ser temida. O único inconveniente do evento é que um monte de números de pista precisa ser redesenhado. Fora isso, a reversão magnética não causa qualquer dano à vida na Terra.
Nota do Blog: sugiro que assistam os seguintes vídeos no youtube (a título de "mais" curiosidade ainda):

Um comentário:

sergio disse...

Tenha 514 canais em sua casa www.tvdigitalnopc.com.br